26 de mar de 2007

Manipulação ou Tratamento Digital de Imagens?!



Entre uma colocação e a outra podemos refletir um pouco sobre o conceito digital da imagem. Uma vez sendo a imagem digital construída por milhares de pequenos pixels, e que por meio de um software de edição de imagens (o mais conhecido - adobe photoshop) é possivel mexer em cada um desses pixels, podemos afirmar que, na prática estamos manipulando toda informação contida dentro de cada unidade da imagem. Porém, algumas palavras carregam consigo um peso extra, conforme o seu uso pela sociedade a cada determinado tempo da historia. E a palavra "manipulação" vem sendo associada a uma ideia pesada, negativa, e raramente ela é isolada na sua área de atividade técnica. Daí que o "karma" desta palavra traz um peso nem sempre condizente com o que efetivamente está sendo feito com determinada imagem. Consequentemente, é cada vez mais comum ouvir no meio fotográfico o uso da palavra "tratamento" da imagem. Principalmente quando se abre deterrminada imagem para se fazer apenas correções de densidade (claros e escuros) , pequenos ajustes de foco ou reduções e interpolações de resolução final. E usa-se, ainda sim com certa timidez, a palavra "manipulação" quando se altera profundamente uma imagem, como quando se altera padrões originais de cores (vide o exemplo acima de uma foto que fiz da apresentação de tango de Neuza Abbes em show de Blas Rivera), ou quando por exemplo, se faz do céu de um dia cinzento o céu de um dia de sol, ou ainda quando se realiza fusões de várias imagens, apenas para ficar no básico. Entretanto, na prática se "manipulou" informações originais tanto numa situação quanto na outra. Logo, a questão oculta por detrás dessa discussão de palavras tem mais ligação com a transparência da informação que toda imagen deveria conter ao ser apresentada publicamente, mas essa questão ética fica pra depois... bjs&abs a todos!!! Mandem seus comentarios para mickele.net@gmail.com